POST / CONTEÚDO GRATUITO 

Como perder o medo de fracassar e tirar ideias de negócio do papel?



Na semana passada abri no meu Stories lá no Instagram a possibilidade de pessoal fazer uma pergunta para estimular a curiosidade a respeito de algum assunto onde eu pudesse contribuir. Bom, resolvi responder a esta pergunta do William Malmann por acreditar que esta é uma questão bem familiar para um bocado de gente, então vamos lá.

A pergunta do William foi: Como perder o medo de fracassar e tirar ideias de negócio do papel?

Antes de mais nada, gostaria de começar compartilhando a minha visão sobre fracasso. Compreendo que na maior parte das vezes as pessoas não fracassam. Elas cometem erros. As pessoas que fracassam em minha opinião, são aquelas que desistem do meio do caminho, antes de ter o resultado. Independente dele ser positivo ou negativo.

Vale lembrar que o erro é uma etapa fundamental no processo de aprendizagem! (leia + sobre como cometer erros) E se empreender é uma atividade nova para você, esta certamente será uma jornada também aprendizagem, logo o erro faz parte do pacote! É do erro que construímos aprendizado para corrigir a rota do projeto quando necessário e pescar novas ideias de melhoria para a ideia inicial.

Agora sobre o medo.

O medo de que algo possa dar errado ou de o projeto não dar certo, faz parte do processo, ele é natural e até certo ponto, benéfico. A questão aqui é como você lida com o medo e qual a origem deste medo.

Existe o medo bom! É aquele que serve para te deixar em alerta para verificar se todas as informações e recursos que você irá precisar para tirar uma ideia de negócio do papel foram atendidos. Este é o medo que te mantém em segurança.

Já quando o medo começa a ser prejudicial quando ele sai do seu controle e te paralisa, fazendo com que ideia permaneça eternamente com um status de sonho possível.

Não tem escapatória, você precisará aqui começar uma jornada de autoconhecimento para ter consciência de suas de competências tanto emocionais quanto técnicas.

Algumas perguntas que podem te ajudar a dar os primeiros passo nesta jornada:

  • Este medo de algo dar errado desperta qual sentimento em você?

  • Qual o prejuízo emocional e econômico que a concretização deste medo pode causar?

Uma das formas que o medo se manifesta é por meio de dúvidas.

  • Então, será que este medo é racional ou é uma crença que está te sabotando?

  • Será que não é uma voz vinda lá da zona de conforto querendo te sabotar para manter tudo do jeitinho que está?

Acredite, algumas pessoas possuem tanto medo ao sucesso quanto a ausência do dele ao empreender. Será que este pode ser seu caso? Apenas uma reflexão.

O risco de algo dar errado sempre vai estar presente ao tirar uma ideia do papel. Mas você até certo ponto calcular este risco fazendo um planejamento do que pode dar errado, e o que fazer se isto acontecer.

Algumas coisas que podem ajudar a diminuir este medo é preparação. Seja curioso e vá em busca de levantar informações! O medo tem pavor de movimento e coragem!

Você pode fazer pesquisa de mercado, de público de comportamento de tendências e uma que importantíssima: uma matriz SWOT da sua ideia de negócio!

Mas eu acredito que tão importante quanto tudo isso é você construir uma matriz SWOT sua e de quem mais estiver envolvido no projeto! Ela vai te ajudar a tornar mais claro quais as competências e habilidades que este projeto vai exigir de você. Logo, destas quais as que você já tem e quais que precisam ser desenvolvidas.

Veja que empreender um negócio vai muito além de ter um bom produto ou serviço, você precisa aprender a fazer a gestão do seu negócio. Nada melhor do que aqui começar a fazer um canvas de negócio para te dar clareza visão do negócio de forma sistêmica e buscar uma consultoria para as áreas mais críticas.

Feito isso, sugiro montar um plano de ação bem detalhado e com datas de entrega bem definidas. Após ter claro qual é a meta de cada etapa de entrega ou realização (com data!), comece a quebrar esta meta em pequenas atividades e ações.

Elas devem estar bem detalhadas e objetivas. Para ajudar, cada ação deve responder cada uma destas questões:

O QUE / QUANDO / ONDE / QUEM / RAZÃO, PORQUE / COMO / QUANTO ISSO VAI CUSTAR

Aqui não seja abstrato, seja claro e objetivo. Quebre as atividades maiores em atividades menores!

A complexidade pode engatilhar o medo que paralisa! Ao desmembrar em partes menores o projeto, nosso cérebro encara compreende melhor e encara o desafio como possível.

Visualizar o caminho a ser percorrido no processo além de ajudar a construir a sua autoconfiança, ajuda a amenizar uma ansiedade que pode estar se camuflando de medo.

Se quiser, deixo aqui como dica de leitura um livro que utilizo muito no processo de business coaching, que é o livro O Poder da Ação do Paulo Vieira. Esta leitura consta com reflexões que irão te auxiliar a compreender os possíveis sabotares que estão sendo acionados pelo medo.

Espero ter contribuído com a sua dúvida! Obrigada William por compartilhar sua dúvida!

Você também tem alguma pergunta que gostaria de me fazer? Mande um e-mail ou deixe sua curiosidade fluir por e-mail ou nos comentários! A sua questão pode ser a próxima a ser respondida!

#medo #erro #planodeação #execução #ideias

16 visualizações
  • Instagram Pamela Machado
  • Spotify Pamela Machado
  • LinkedIn
contatos_v.png
contatos-02.png